Formação para a docência na Educação Superior no campo da saúde: horizontes de pesquisa

Palavras-chave: Pedagogia Universitária, Formação e Docência na Saúde, Desenvolvimento

Resumo

Resumo: O artigo em tela faz parte do capítulo inicial de uma tese de doutorado, e tem por objetivopesquisar a produção de teses de doutorado publicadas no Brasil, sobre “formação para a docência universitária na área da saúde”. Trata-se de um estudo de caráter bibliográfico. A busca se deu, por meio de cruzamento de palavras-chaves, no Banco de Teses e Dissertações da (CAPES) e na Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD). Após a leitura flutuante dos títulos e resumos, selecionamos 25 teses para esse estudo. O número de investigações sobre a pedagogia universitária tem se ampliado, porém de maneira incipiente sobre a formação para a docência nesse nível de ensino. Diante do cenário encontrado, necessitamos ainda, ampliar a quantidade de estudos e incrementar com maior profundidade pedagógica as suas análises.

Palavras-chave: Educação superior. Saúde. Docentes. Educação de professores.Ciências da Saúde

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cláudia Elisa Grasel, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Possui graduação em Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Maria (1994) e mestrado em Ciência do Movimento Humano pela Universidade Federal de Santa Maria (2000). Atualmente é professora da Área das Ciências da Vida e da Saúde na Universidade do Oeste de Santa Catarina. Atuou como Coordenadora da Assessoria Pedagógica Institucional. Tem experiência em Formação Docente no Ensino Superior, Educação Física e Gerontologia. Atualmente estuda "Epistemologia e formação docente no campo da saúde - perspectivas hermenêuticas".

Ricardo Rezer, Universidade Comunitária da Região de Chapecó

Realizou estudos de Pós-Doutorado no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (2018), sob supervisão do Prof. Boaventura de Sousa Santos (Coimbra, Portugal); Doutorado em Educação Física (2010) na Universidade Federal de Santa Catarina, com estágio na Universidade do Porto (Porto, Portugal). Exerceu entre 2010 e 2012 a função de Diretor de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó). Na mesma instituição, é professor do Programa de Pós-Graduação em Educação (Mestrado), do Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde (Mestrado e Doutorado), e do Curso de Educação Física (Graduação). No Programa de Pós-Graduação em Educação, exerceu a função de Coordenador entre os anos de 2014 e 2016. Tem experiência na área de Educação Física, Educação e Saúde, atuando principalmente com os seguintes temas: Epistemologia e Prática Pedagógica; Trabalho docente na Educação Superior; Formação Profissional; Universidade; Hermenêutica e Pedagogia do Esporte.

 

Referências

ALVES, L. Pedagogia universitária na área da saúde: perfil docente e proposta de formação em serviço. 2013,246 f. Tese (Doutorado em Educação) Universidade Federal De Uberlândia, Uberlândia, 2013

ANDRÉ, M. E. D. A. A produção acadêmica sobre formação de professores: um estudo comparativo das dissertações e teses defendidas nos anos 1990 e 2000. Formação Docente. Revista Brasileira de pesquisa sobre formação docente. Belo Horizonte, v. 01, n. 01, p. 41-56, 2009.

ANDRÉ, M. E. D. A. Formação de professores: a constituição de um campo de estudos. Educação, v. 33, p. 6-18, 2010.

AZEVEDO, A. M. O. A formação docente em odontologia: um processo curricular em construção. 2008, 134 f. Tese (Doutorado em Educação- Currículo) Pontifícia Universidade Católica De São Paulo, São Paulo, 2008.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa, Portugal: Edições 70, LDA, 2009.

BARROS, C. M. P.; DIAS, A. M. I. Revista Educação em Questão, Natal, v. 54, n. 40, p. 42-74, jan./abr. 2016.

BERNARDINO JÚNIOR, R. Docência universitária: o cirurgião dentista no curso de odontologia. 2011. 236f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de pós-graduação em Educação, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2011.

BRASIL, Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei 9394, 20 de dezembro de 1996. Disponível em: . Acesso em: 18 0ut. 2018.

BRASIL. Lei no.10.861, de 14 de abril de 2004. Institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES. Diário Oficial[ da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 15 abr. 2004.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Superior. Diretrizes Curriculares Nacionais para cursos de graduação [documento online]. Brasília, DF [acesso em junho de 2018]; 2001.

BRASIL. Plano Nacional de Educação 2014-2024 [recurso eletrônico] : Lei no 13.005, de 25 de junho de 2014, que aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) e dá outras providências. – Brasília : Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2014. 86 p. – (Série legislação ; n. 125)

CANEVER, B. P. Docente universitário da área da saúde: consciência de si e de mundo para uma prática pedagógica transformadora. 2014,199 f. Tese (Doutorado em Enfermagem) Universidade Federal De Santa Catarina, Florianópolis, 2014.

CARVALHO, Y. M.; CECCIM, R. B. Formação e educação em saúde: aprendizados com a saúde coletiva. In: CAMPOS, G. W. de S. et al. (Org.). Tratado de saúde coletiva. Rio de Janeiro; Hucitec; Fiocruz; 2006.

CAVALCANTE, L. I. P. et al. Docência no ensino superior na área da saúde: formação continuada e desenvolvimento profissional em foco. Revista Eletrônica Pesquiseduca, v. 3, n. 6, p. 162-182, 2011.

CORRÊA G.T.; RIBEIRO V. M. B. Formação pedagógica na pós-graduação stricto sensu em saúde coletiva. Cien Saude Colet, v. 18, n. 6, p. 1647-1656, 2013.

COSTA, N. M. S. C. A formação e as práticas educativas de professores de medicina: uma abordagem etnográfica. 2005, 191 f. Tese (Doutorado em Educação -Currículo) Pontifícia Universidade Católica De São Paulo, São Paulo, 2005.

CUNHA, A. P. Conhecimento pedagógico de conteúdo de docentes universitários na área da atenção básica em saúde. 2015, 173 f. Tese (Doutorado em Enfermagem) Universidade Federal De Santa Catarina, Florianópolis, 2015.

CUNHA, M. I. Inovações na educação superior: impactos na prática pedagógica e nos saberes da docência. Em Aberto, Brasília, v. 29, n. 97, p. 87-101, set./dez. 2016.

DELORS J. (org). Educação um tesouro a descobrir: Relatório para a Unesco da Comissão Internacional sobre Educação para o Século XXI. 3ª Edição. São Paulo, Brasília: Cortez, MEC, Unesco; 1999.

DEVECHI, Catia Piccolo Viero; TREVISAN, Amarildo Luiz. Sobre a proximidade do senso comum das pesquisas qualitativas em educação: positividade ou simples decadência? Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro , v. 15, n. 43, p. 148-161, Apr. 2010.

FERNANDES, C. N. S. Identidade profissional docente no ensino superior: caminhos de constituição na enfermagem. 2016, 133 f. Tese (Doutorado em Enfermagem Psiquiátrica) Universidade De São Paulo/ Ribeirão Preto, Ribeirão Preto, 2016.

FERREIRA, N. S. A. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educação & Sociedade, Campinas, SP, v.23, n.79, 2002.

GONÇALVES H.; MENASCHE R. Pesquisando na interface: problemas e desafios a partir da pesquisa qualitativa em saúde. Interface, Botucatu, SP, v.18, n.50, p. 449-456, 2014.

GONZÁLEZ, A. D. Ser docente na área da saúde: uma abordagem à luz da fenomenologia heideggeriana. Londrina, Paraná. 2012, 115f. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva) – Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Universidade Estadual de Londrina. Londrina, 2012.

GUARESCHI, A.P.D.F. Avaliação da formação e das práticas pedagógicas do docente de enfermagem. 2015, 155 f. Tese (Doutorado em Gerenciamento em Enfermagem) Universidade De São Paulo, São Paulo, 2015.

IMBERNÓN F. Qualidade do ensino e formação do professorado: uma mudança necessária. São Paulo: Cortez; 2016.

LAUXEN, S.L. Docência no ensino superior: revelando saberes dos professores da área da saúde da Unicruz/RS. 2009, 233 f. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.

LEONELLO, V.M. Processo de trabalho docente no ensino superior de enfermagem: possibilidades e desafios em diferentes contextos institucionais. 2012, 164 f. Tese (Doutorado em Enfermagem) Universidade De São Paulo, São Paulo, 2012.

MARCELO, C. Desenvolvimento profissional docente: passado e futuro. Sísifo: Revista de ciências da educação, Lisboa, n. 8, p. 7-22, jan./abr. 2009.

MARCONI, M.A.; LAKATOS, E.M. Metodologia do trabalho científico. 5 ed. São Paulo: Atlas, 2001.

MINAYO M. S. C. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 14 Ed. São Paulo: Hucitec, 2014.

MOREIRA C.O.F.; DIAS M. S. A. Diretrizes curriculares na saúde e as mudanças nos modelos de saúde e de educação. ABCS Health Sci, v.40, n.3, p 300-305, 2015.

MOREIRA, E. C. Contribuições dos programas de pós-graduação stricto sensu na formação e atuação dos docentes de ensino superior: o caso da educação física. 2007, 227 f. Tese (Doutorado em Educação Física) Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2007.

NOVIKOFF C. As representações sociais sobre ensino superior de professores de graduação da área da saúde. 2006, 205 f. Tese (Doutorado em Psicologia). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2006.

ODA, W.Y. A docência universitária em Biologia e suas relações com a realidade das metrópoles Amazônicas. 2012, 201 f. Tese (Doutorado em Educação Cientifica E Tecnológica) Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, 2012.

OLIVEIRA, A. L. O. et al. Sobre fazer ciência na pesquisa qualitativa: um exercício avaliativo. Rev. Saúde Pública, v. 46, n. 2, p. 392-394, 2012.

PAGNEZ, Karina Soledad Maldonado Molina. O ser professor do ensino superior na área da saúde. 2007, 192 f. Tese (Doutorado em Educação- Psicologia Da Educação): Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2007.

PAIVA, C. H. A.;TEIXEIRA, L.A. Reforma sanitária e a criação do Sistema Único de Saúde: notas sobre contextos e autores. História, Ciências, Saúde- Manguinhos, v.21, n. 1, p. 15-35, 2014.

PAULINO, V. C. P. Identidade, prática docente e características ocupacionais dos professores dos cursos de graduação em enfermagem do estado de goiás. 2016, 109 f. Tese (Doutorado em Ciências Da Saúde) Universidade Federal De Goiás, Goiânia, 2016.

PERET, A. C. A. As políticas públicas em educação superior e saúde e a formação do professor de odontologia numa dimensão crítica. 2005, 290 f. Tese (Doutorado em Educação) Universidade Federal De Minas Gerais, Belo Horizonte, 2005

PIMENTA S.G.; ANASTASIOU L. G. C. Docência no ensino superior. 2 ed. São Paulo: Cortez; 2003.

PIMENTA, S. G.; ALMEIDA, M. I. Pedagogia Universitária: caminhos para a formação de professores. São Paulo: Cortez Editora, 2011.

PINHEL, I. O desenvolvimento de competências para a docência segundo a vivência de docentes de um curso de graduação em enfermagem. 2006, 251f. Tese (Doutorado em Enfermagem) – USP/SP- São Paulo, São Paulo, 2006.

REBELLATO, C. A docência em fisioterapia: uma formação em construção. 2006, 102 f. Tese (Doutorado em Educação- Currículo) Pontifícia Universidade Católica De São Paulo, São Paulo, 2006.

REZER, R. O trabalho docente na formação inicial em educação física: reflexões epistemológicas. 2010, 340 f. Tese (Doutorado em Educação Física) Universidade Federal De Santa Catarina, Florianópolis, 2010.

SILVA, G. G. Estudo sobre o conhecimento pedagógico do conteúdo do docente universitário de Odontologia. 2016, 216 f. Tese (Doutorado em Odontologia) Universidade Federal De Santa Catarina, Florianópolis, 2016.

SILVA, M. P. Docência universitária no curso de enfermagem: formação profissional, processo de ensino-aprendizagem, saberes docentes e relações interpessoais, associados ao princípio da integralidade. 2013, 190 f. Tese (Doutorado em Educação) Universidade Federal De Uberlândia, Uberlândia, 2013.

TAQUETTE, S. R., MINAYO, M. C. Características de estudos qualitativos conduzidos por médicos: revisão da literatura. Ciência & Saúde Coletiva, v. 20, n. 8, p. 2423-2430, 2015.

TARDIF. Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 13 ed. Petrópolis: Vozes, 2012.

THERRIEN, J., NÓBREGA-THERRIEN, S. Os trabalhos científicos e o estado da questão: reflexões teórico-metodológicas. Estudos em avaliação educacional, v.15, n.30, jul.-dez. 2004.

THERRIEN, J.; DIAS, A. M. I.; LEITINHO, M. C. Docência Universitária. Em Aberto, Brasília, v. 29, n. 97, p. 21-32, set/dez. 2016.

TREVISO, P. Percepção de profissionais da área da saúde sobre a formação, atuação e satisfação em sua atividade docente. 2015, 224 f. Tese (Doutorado em Medicina E Ciências Da Saúde) Pontifícia Universidade Católica Do Rio Grande Do Sul, Porto Alegre, 2015.

VIANA, M. A. P. Formação em serviço de professores iniciantes na educação superior e suas implicações na prática pedagógica. 2013, 210 f. Tese (Doutorado em Educação- Currículo) Pontifícia Universidade Católica De São Paulo, São Paulo, 2013.
Publicado
12-07-2019
Como Citar
GRASEL, C. E.; REZER, R. Formação para a docência na Educação Superior no campo da saúde: horizontes de pesquisa. Formação Docente – Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação de Professores, v. 11, n. 20, p. 145-162, 12 jul. 2019.