Os processos formativos de professores de inglês que trabalham na educação de jovens e adultos

  • Letícia Miranda Medeiros Universidade do Estado do Rio de Janeiro
  • Helena Amaral da Fontoura Faculdade de Formação de Professores, Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Formação de Professores., Língua Inglesa, Educação de Jovens e Adultos

Resumo

A Educação de Jovens e Adultos (EJA) é uma modalidade da Educação Básica que recebe adolescentes, jovens, adultos e idosos que voltam à escola para obter certificação. Esse público merece atenção especial dos professores, pois a sala de aula da EJA reúne diversos “mundos” etários, de culturas e de experiências. Este artigo, fruto de pesquisa de Mestrado, tem o intuito de tornar evidentes os processos formativos de seis professores de Inglês da EJA, egressos da Faculdade X, da Universidade Y (X/Y). Com base na tematização proposta por Fontoura, essa pesquisa qualitativa teve o propósito de investigar as trajetórias formativas desses docentes. A partir do diálogo com teóricos como Freire, Nóvoa e Gadotti, foi possível concluir que os processos formativos dos professores de Inglês não acontecem somente na educação formal, eles se estendem até o chão da escola, local onde acontecem as trocas de experiências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Helena Amaral da Fontoura, Faculdade de Formação de Professores, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Graduada em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1974), Graduate Diploma em Educational Psychology pela University of Alberta, Canada (1977), Mestre em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1993), Doutora em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública ENSP/Fundação Oswaldo Cruz (1997), Pós Doutora em Educação na Universidade de Barcelona (2007), Pós Doutora em Educação UFMT (2017). Professora Associada do Departamento de Educação da Faculdade de Formação de Professores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Líder do Grupo de Pesquisa Formação de Professores, Processos e Práticas Pedagógicas (CNPq). Bolsista do Programa Prociência da UERJ desde 2006. Tem grande experiência na área de Educação, com ênfase em Formação de Professores, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, inserção profissional docente, estágio supervisionado, estudo de egressos e pesquisa qualitativa. Docente permanente do Mestrado em Educação - processos formativos e desigualdades sociais, da Faculdade de Formação de Professores (FFP/UERJ) de São Gonçalo. Pesquisadora 2 CNPq. Professora do Programa de Pós Graduação em Biociências e Ensino de Ciências (EBS) Fiocruz. Cientista do Nosso Estado FAPERJ.

Referências

BARCELOS, Ana Maria Ferreira. “I can do it!”: vencer limitações pessoais no uso do Inglês. In: CUNHA, Alex Garcia; MICCOLI, Laura (orgs.). Faça a diferença: ensinar Línguas Estrangeiras na Educação Básica. São Paulo: Parábola Editorial, p. 38-47, 2016.

BOGNAR, Ivana; MOURA, Jefferson Bento; SILVA; Osvaldo Pereira da Cunha. Tempos e espaços na formação continuada dos educadores de EJA: uma saída possível. Anais. V Seminário Nacional. Formação de Educadores de Jovens e Adultos. São Paulo, Campinas: Unicamp. 13 a 15 de maio de 2015. Disponível em: . Acesso em: 18 ago. 2017.

BRASIL. Constituição Federal. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Senado, 1988. 140 p.

______. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, nº 9394, de 20 de dezembro de 1996.

CHAMON, Magda. O ¬¬¬¬¬ instituído e o instituinte nos cursos de formação de professores: desafios da contemporaneidade. Formação Docente, Belo Horizonte, v. 03, n. 04, p. 71-80, jan./jul. 2011. Disponível em:. Acesso em: 21 mar. 2017.

CLARETO, Sônia Maria. Como alguém aprende a ser professor? Políticas cognitivas, aprendizagem e formação do professor. In: FONTOURA, Helena Amaral e SILVA, Marco (orgs). Formação de Professores, Culturas: desafios à Pós-graduação em Educação em suas múltiplas dimensões. Rio de Janeiro: ANPEd Nacional, p.50-61, 2011. Disponível em: . Acesso em: 30 set. 2016.

FIGUEIREDO, Rita Vieira de. A formação de professores para a inclusão dos alunos no espaço pedagógico da diversidade. In: MANTOAN, Maria Teresa Eglér (org.). O desafio das diferenças nas escolas. Petrópolis, RJ.Vozes, p.141-145, 2011.

FONTOURA, Helena Amaral da. Tematização como proposta de análise de dados na pesquisa qualitativa. In: FONTOURA, Helena Amaral da (Org.) Formação de professores e diversidades culturais: múltiplos olhares em pesquisa. Niterói: Intertexto, p. 61-82, 2011.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GADOTTI, Moacir. Boniteza de um sonho: ensinar-e-aprender com sentido. Campos dos Goytacazes, RJ: WTC Editora, 2007.

LEFFA, Vilson José. A linguística aplicada e seu compromisso com a sociedade. In: Anais - VI Congresso Brasileiro de Linguística Aplicada. Belo Horizonte: UFMG, 7-11 de outubro de 2001. Disponível em: . Acesso em: 15 de jun. 2017.

LUCAS, Patrícia de Oliveira. Materiais didáticos x interesses necessidades: considerações sobre as fantasias dos aprendizes no planejamento de um curso de Línguas. In: BARBIRATO, Rita de Cássia; SILVA, Vera Lucia Teixeira da. (Orgs.) Planejamento de cursos de línguas: traçando rotas, explorando caminhos. Campinas, SP: Pontes, 2016.

MARCELO, Carlos. Desenvolvimento Profissional Docente: passado e futuro. Sísifo. Revista de Ciências da Educação, n. 08, p. 7-22, jan.-abril, 2009.

M (nome do autor). Dissertação (Mestrado em Educação), ano.

MICCOLI, Laura. Valorizar a disciplina de Inglês e seu trabalho de professor. In: CUNHA, Alex Garcia; MICCOLI, Laura (orgs.). Faça a diferença: ensinar Línguas Estrangeiras na Educação Básica. São Paulo: Parábola Editorial, p. 14-36, 2016.

MOURA, Tania Maria de Melo. Formação de educadores de jovens e adultos: realidade, desafios e perspectivas atuais. Práxis Educacional, Vitória da Conquista, v. 5, n. 7 p. 45-72, jul./dez., 2009. Disponível em: . Acesso em: 31 mar. 2017.

NICOLACI-DA-COSTA, Ana Maria; ROMÃO-DIAS, Daniela e DI LUCCIO, Flávia. Uso de Entrevistas On-line no Método de Explicitação do Discurso Subjacente (MEDS). Psicologia: Reflexão e Crítica, 22(1), p. 36-43, 2009.

NÓVOA, Antônio. Formação de professores e profissão docente. 1992. Disponível em: . Acesso em: 10 maio de 2016.

PIRES, Rui; ALVES, Mariana Gaio; GONÇALVES, Teresa N. R. Desenvolvimento profissional docente: percepções dos professores em diferentes períodos ao longo da vida. Revista Portuguesa de Pedagogia. ANO 50-1, p. 57-78, 2016.

SANTOS, Maria Terezinha da Consolação Teixeira dos. Inclusão escolar: desafios e perspectivas. In: MANTOAN, Maria Teresa Eglér (org.). O desafio das diferenças nas escolas. Petrópolis, RJ: Vozes, p. 147-152, 2011.
Publicado
12-07-2019
Como Citar
MEDEIROS, L. M.; FONTOURA, H. A. DA. Os processos formativos de professores de inglês que trabalham na educação de jovens e adultos. Formação Docente – Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação de Professores, v. 11, n. 20, p. 131-144, 12 jul. 2019.